Apoio Social

Acção Social

Com a Estratégia 2010, adoptada em Outubro de 1999 pela Assembleia Geral da Federação Internacional das Sociedades da Cruz Vermelha e do Crescente Vermelho, na sequência de um extenso processo de consulta às Sociedades Nacionais, considera como orientação estratégica prioritária "melhorar a vida das pessoas mais vulneráveis mobilizando o poder da humanidade".

Desta orientação decorre que são "prioridade da intervenção da Acção Social as pessoas que estão expostas a situações que ameaçam a sua sobrevivência com dignidade", nomeadamente as situações caracterizadas por ausência ou insuficiência de condições sociais e económicas.

A Acção Social tem vindo a assumir um papel primordial na filosofia da Cruz Vermelha de intervenção junto dos mais vulneráveis, assim, tentamos contribuir cada vez mais para a prossecução da defesa dos direitos fundamentais dos cidadãos, com especial atenção para os excluídos e minorias analisando os problemas, identificando áreas científicas e institucionais de envolvimento, integrando-as numa acção coerente, que interprete e responda de forma eficaz às necessidades das pessoas mais vulneráveis.

Protocolo de RSI - Rendimento Social de Inserção

Protocolo estabelecido com o Instituto da Segurança Social, I. P. / Centro Distrital de Segurança Social de Lisboa com área intervenção na freguesia da Brandoa abrangido a 100 agregados familiares com o objectivo de:

  • Elaboração do diagnóstico da situação familiar;
  • Elaboração do Relatório Social;
  • Negociação e elaboração do programa de inserção e;
  • Execução, acompanhamento e avaliação do programa de inserção.

Para qualquer informação contacte os nossos serviços: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

Horário de funcionamento

  • Dias de atendimento: 2ª a 6ª feira das 09h00 às 17h00.

Responsável do serviço

  • Elsa Santos / Isabel Fortes

SAD - Serviço de Apoio Domiciliário

O Serviço de Apoio Domiciliário surge como uma alternativa à institucionalização de cidadãos, na sua maioria idosos que apresentam incapacidades físicas e/ou mentais, e que se encontrem em isolamento e sem a assistência adequada.

O objectivo central do SAD passa por garantir a assistência necessária de modo a que o idoso possa permanecer no seu domicílio, promovendo-se o equilíbrio e segurança daquele, bem como a sua autonomia e independência sempre que tal seja possível.

SAD Protocolar

Acordo de cooperação celebrado com o Instituto da Segurança Social, I. P. / Centro Distrital de Segurança Social de Lisboa com a finalidade de prestação de actividades na área do Apoio Domiciliário a 32 utentes idosos do Concelho da Amadora.

SAD Privado

Prestamos Serviços ao Domicilio com toda a Qualidade e Bem Estar ao seu Alcance.

O Serviço de Apoio Domiciliário da Cruz Vermelha Portuguesa da Delegação da Amadora responde às necessidades das pessoas no seu domicilio, com capacidade para abranger 24 horas de 2ª a Domingo.

Face à vulnerabilidade que surge em cada idade e em diversas situações de vida e que tão bem conhecemos, respondemos com eficácia, simpatia e respeito pela privacidade de cada utente.

Prestamos serviços, através de técnicos qualificados, que lhe permitem permanecer com qualidade, na sua residência.

  • Cuidados de Higiene Pessoal e Conforto
  • Tarefas domésticas: higiene e limpeza do lar
  • Tratamento de doentes
  • Administração de medicamentos segundo prescrição médica
  • Acompanhamento (incluindo acompanhamento ao exterior)
  • e muito mais

Oferecemos:

  • Pessoal qualificado
  • Adaptação às necessidades do cliente
  • Preço competitivo
  • Percentagem do lucro para acções humanitárias
  • Organização de renome internacional

Descreva-nos a sua situação e a resposta será adaptada a cada caso. Para qualquer informação contacte os nossos serviços: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

Horário de funcionamento

  • 2ª a 6ª feira das 09h00 às 17h00.

Responsável do serviço

  • Fátima Gomes

Histórico de Projectos

Distribuição de Leite a Crianças lactentes em situação de carência económica

Protocolo de Parceria com o Governo Civil de Lisboa (como Entidade Promotora) e o Instituto da Segurança Social, I. P. / Centro Distrital de Segurança Social de Lisboa (como Entidade Financiadora) no âmbito de um Programa Social de apoio a situações de carência alimentar sofridas pela população lactente, no Distrito de Lisboa. A C.V.P. da Delegação da Amadora como, Entidade Executora, desenvolve este programa no Concelho da Amadora, organizando todo o processo de gestão e atribuição do leite dietético a lactentes com idades compreendidas entre os 0 e os 12 meses.

Projecto ADAPT: Apoio Domiciliário em Parceria na Amadora

Com o objectivo de melhorar as respostas ao nível da valência de Apoio Domiciliário às reais necessidades das pessoas dependentes e dos seus familiares, a facilitação e conciliação entre a vida familiar e a vida profissional daqueles que têm pessoas dependentes a seu cargo, a implementação de novas metodologias e técnicas de intervenção conjunta nos serviços de apoio domiciliário, o encorajamento do acesso à profissão de ajudante familiar ao sexo masculino, a melhoria da imagem social do serviço do apoio domiciliário, facilitando o acesso à informação sobre a valência à população em geral reforçando e dinamizando a rede local das entidades que asseguram o serviço de apoio domiciliário e agilizando a sua relação com congéneres, foi elaborada uma candidatura à Iniciativa Comunitária EQUAL, Projecto ADAPT - Apoio Domiciliário em Parceria na Amadora.

A Entidade Interlocutora deste Projecto é o Município da Amadora, sendo a Parceria de Desenvolvimento constituída pelas seguintes Instituições:

CEQUAL (Competências técnicas): Fundação afid - Diferença, Associação Unitária de Reformados, Pensionista e Idosos da Falagueira (AURPIF), Cruz Vermelha Portuguesa - Delegação da Amadora, Associação de Solidariedade Social Vencer - Casal Popular da Damaia e Associação de Jovens Promotores da Amadora Saudável (AJPAS).

O Projecto, intitulado ADAPT - Apoio Domiciliário na Amadora em Parceria, tem como meta flexibilizar o serviço de apoio domiciliário enquadrando-se, fundamentalmente, na área da Igualdade de Oportunidades, tendo em conta que nas famílias que têm pessoas dependentes, são as mulheres que, adicionalmente à profissão, asseguram o apoio aos mesmos, visto os serviços de apoio estarem completamente desadequados às necessidades reais: prestados aos dias de semana e por curtos períodos, com serviços estandardizados e insuficientes.

Este Projecto é composto por 3 fases (Acção 1, 2 e 3) no qual a C.V.P. da Delegação da Amadora é responsável pela actividade "Mais e Melhor SAD" e em que se inclui a actividade "Implementação do Modelo de Gestão da Qualidade para o SAD" que se encontra dentro da 2ª Acção: execução do Projecto da parceria de desenvolvimento e da transnacionalidade; participação nas Redes Temáticas; validação dos Produtos e avaliação da candidatura à Acção 3 e Acordos de Parceria.

A Actividade "Mais e Melhor SAD" tem como principal objectivo a prestação do SAD 24 horas por dia, 7 dias por semana. Ou seja, alargar o horário do Serviço de Apoio Domiciliário passando a ser constante em detrimento do comum segunda a sexta-feira das 9h às 17h.

Dentro deste Projecto concretizou-se mais uma acção: a de "Implementação do Modelo de Gestão da Qualidade para o SAD". Foi criado o Produto Manual da Qualidade e Regulamento Interno Tipo, para facilitar a implementação do Manual do ISS.

Projecto de Formação Profissional

Este Projecto tinha como objectivo a Formação Profissional na área do Apoio Familiar e à Comunidade do concelho da Amadora. Teve o seu inicio em Novembro de 2001 e finalizou-se em Outubro de 2002, num total de 1230 horas, incluindo prática em contexto de trabalho.

Os destinatários deste Projecto eram beneficiárias do Rendimento Mínimo Garantido e Desempregadas de longa duração.

Frequentaram este curso 14 formandas tendo sido obtido no final do curso cerca de 60% de empregabilidade.

Este curso foi desenvolvido no âmbito do Programa de Formação Nacional da Cruz Vermelha Portuguesa com enquadramento no II Quadro Comunitário de Apoio.

Projecto "Lembrar Carenque"

No âmbito do Programa "Luta contra a Pobreza", a Cruz Vermelha Portuguesa da Delegação da Amadora apresentou o Projecto "Lembrar Carenque". Sendo um Projecto de Desenvolvimento Comunitário, o mesmo pressupôs uma sequência de acções durante os seus três anos e meio de vigência (de Setembro de 1999 a Dezembro de 2002) apresentando três fases distintas de acção: estudo/diagnóstico (de Setembro a Dezembro de 1999), criação de respostas sociais (de Janeiro de 2000 a Outubro de 2002) e avaliação (de Outubro a Dezembro de 2002).

As suas parcerias foram diversas: Junta de Freguesia da Mina, Câmara Municipal da Amadora, Centro de Saúde da Amadora, Coordenação Concelhia do Ensino Recorrente e Extra Escolar, Polícia de Segurança Pública - Divisão da Amadora, "O Vigilante", Escola EB nº 3 da Mina, Centro de Atendimento a Toxicodependentes da Amadora, Instituto de Emprego e Formação Profissional da Amadora, Colectividade de Carenque, Associação de Reformados de Carenque, Hospital Fernando Fonseca, Comissão para a Igualdade e Direitos das Mulheres, Comissão de Protecção de Menores e Adolescentes do Concelho da Amadora; Instituto de Reinserção Social, Escola Francisco Manuel de Melo, Santa Casa da Misericórdia da Amadora, Associação de Jovens Promotores de Amadora Saudável.

Este Projecto tinha como área de intervenção a melhoria das condições de vida, a animação sócio educativa, cultural e recreativa, o apoio à população e atenuação de problemas da localidade de Carenque.

Foram abrangidas por este projecto 2.112 pessoas com os objectivos de:

  • Contribuir para a dignificação e integração da população de Carenque;
  • Prevenir comportamentos de risco;
  • Promover/Criar ambientes de convívio intergeracional;
  • Divulgar um conjunto de conhecimentos e procedimentos na área da Saúde e Cidadania;
  • Promover a auto-estima individual e colectiva;
  • Adaptar as respostas sociais às necessidades da população;
  • Optimizar recursos da Comunidade;
  • Promover a criação de grupos organizados da população;
  • Estimular a participação da população.

Resultados finais:

  • Sessões de informática/formação/sensibilização - 2 a 3 sessões de 2 em 2 meses, abrangendo grupos de 8 a 10 pessoas;
  • Gabinete de Atendimento Integrado com cerca de 15 utentes por mês;
  • A Intervenção psicopedagógica abrangeu cerca de 30 crianças com problemas de inserção social e escolar;
  • No Ensino Recorrente abrangeu 12 idosas;
  • O Atelier de Formação abrangeu 9 idosas;
  • Da Formação Profissional beneficiaram 12 formandas, sendo uma de Carenque com integração profissional;
  • A Animação Sócio Cultural abrangeu cerca de 400 beneficiários.

O grau de satisfação da população alvo permitiu concluir que existiu um desenvolvimento satisfatório com benefícios para a população e que o nível de adesão às actividades permitiu existir um aumento substancial, anual. O nível de participação no Projecto foi no todo bastante satisfatório considerando as características da própria população de Carenque.

Projecto "Os Carenquinhos"

No âmbito do Programa "Ser Criança" a Cruz Vermelha Portuguesa da Delegação da Amadora enquanto Entidade Promotora e Executora do Projecto "Os Carenquinhos", (com a duração de 3 anos de Setembro de 2002 a Agosto de 2005) apresentou como objectivos gerais: a diminuição do Insucesso e do Abandono Escolar ao nível do 1º ciclo e a Intervenção em situações de Risco.

Para a prossecução destes objectivos contou com várias Entidades Parceiras:

O Instituto da Solidariedade e Segurança Social - Serviço Local da Amadora, a Escola EB1 Prof. Manuel Heleno, a Associação de Pais e Amigos das Crianças da Freguesia da Mina, a Câmara Municipal da Amadora, a Comissão de Protecção de Crianças e Jovens da Amadora, a Junta de Freguesia da Mina e o Centro de Saúde da Amadora.

Com actividades diversas desde o Apoio Psicossocial a Sessões de Informação/Formação e Sensibilização foi um dos projectos mais aliciantes promovidos pela C.V.P. da Delegação da Amadora, permitindo actuar de forma adequada e suficiente a remover o perigo em que se encontravam muitas das crianças da localidade de Carenque. A implementação das actividades do projecto permitiram ainda a identificação de situações de risco que dadas as características da população alvo e das condições de isolamento a que estão submetidos dificilmente existiria.

Resultados finais:

  • Foram efectuados, cerca de 300 atendimento no âmbito desta actividade, abrangendo um total de 78 famílias;
  • 20 famílias em acompanhamento jurídico;
  • Usufruíram da actividade de Apoio à inserção em Formação Profissional cerca de 19 pessoas, maioritariamente jovens em situação de abandono ou insucesso escolar;
  • Houve intervenção em todos os agregados familiares dos 33 menores, residentes em Carenque, com Processo na CPCJ-A, tendo sido integrados nas actividades do projecto;
  • Foram realizadas cerca de 380 sessões de intervenção psicopedagógica, abrangendo cerca de 95 crianças;
  • As Actividades Lúdicas, Recreativas e Educativas abrangeram 100% da população da Escola Professor Manuel Heleno;
  • A Taxa de Insucesso Escolar decresceu vertiginosamente: 2001/2002 - 26,8% (ainda não tinha iniciado o projecto); 2002/2003 - 16%; 2003/2004 - 7,6%; 2004/2005 - 3%;
  • A Taxa de abandono escolar diminuiu em 100%. No ano lectivo de 2003/2004 e 2004/2005 não existiu abandono escolar na Escola EB1 Prof. Manuel Heleno./

 

Horário de funcionamento:

  • 2ª a 6ª feira das 09h00 às 17h00
    Responsável do Serviço
    Elsa Santos

 

Para mais informações contacte: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 

Rua Luís Vaz de Camões
Fórum Luís de Camões, Cx 13
2650-197 Brandoa - Amadora
damadora.cle@cruzvermelha.org.pt
Tel.: (+351) 21 475 00 11
Tlm.: (+351) 912 200 000
Powered by jms multisite for joomla